Prova de Vida mudou: conheça as novas regras para não perder o benefício!

Portaria Nº 1.408, publicada em Fevereiro de 2022, alterou o modo de realização da prova de vida do INSS. Agora, o INSS não pode mais exigir a comprovação de vida presencial de todos aposentados e pensionistas. A medida vale apenas para os beneficiários que residem no Brasil.

As novas regras indicam que a Prova de Vida será feita pelo próprio INSS, através de consultas em bases de dados públicas e privadas para saber se o beneficiário está vivo. Dessa forma, o INSS analisará registros de vacinações, consultas no SUS, votação em eleições e outros vários atos da vida civil para certificar que o segurado está vivo.

De acordo com o INSS, o cruzamento de informações irá dizer se o “titular do benefício, nos dez meses posteriores ao seu último aniversário, realizou algum ato registrado em bases de dados próprias da autarquia ou mantidas e administradas pelos órgãos públicos federais”.

No entanto, caso não seja possível realizar o cruzamento de dados, o beneficiário será notificado pelo INSS. Dessa forma, somente nesses casos será necessária a realização da Prova de Vida, dando preferência para a modalidade online via MeuINSS.

(Fonte: previdenciarista.com)

leave a comment